Preview: confira as nossas primeiras impressões do novo MacBook Pro

Susie Ochs, Macworld / EUA
28 de outubro de 2016 às 16h42
Com preços a partir de R$13.900 no Brasil, novo notebook top de linha da Apple tem na Touch Bar o seu principal destaque.

O novo MacBook Pro está menor, mais fino e leve, mas causa uma grande impressão. O trackpad do modelo de 15 polegadas é absurdo de grande - o dobro do tamanho da geração anterior. Mas quem rouba a cena é a nova e incrível Touch Bar.

A Apple não faz Macs com telas sensíveis ao toque, mas a Touch Bar adiciona uma fileira de controles contextuais super úteis no estilo do iOS bem onde você precisa deles. O restante do MacBook Pro também ganhou atualizações interessantes. 

Após meu tempo limitado com a máquina na área de demonstrações, posso dizer que o laptop possui a mistura certa de poder, portabilidade e conectores para satisfazer os usuários dos modelos anteriores do MacBook Pro e do MacBook Air. Vamos então mergulhar um pouco mais nas minhas primeiras impressões.

Touch Bar

A nova Touch Bar, que substituiu as teclas de funções na última fileira do teclado do MacBook Pro, permite novas funcionalidades como o recurso de impressão digital Touch ID para destravar o seu Mac e fazer compras via Apple Pay (no Safari) sem precisar autenticá-la com um iPhone ou Apple Watch. Ela é feita com um vidro suave, por isso é ótima de tocar com os dedos, assim como o próprio trackpad.

A Touch Bar possui suporte para multi-touch, caso você precise tocar ou deslizar mais de um controle de uma vez. Isso é algo que pode ser bastante útil em alguns aplicativos, como o djay Pro, mas como a barra não é alta o suficiente para gestos como “pinça para zoom”, fiquei feliz em usá-la com um dedo por vez.

macbookpro201602.jpg

E adoro como é possível customizar os controles padrão da Touch Bar. Apenas vá ao menu do Finder, depois em View > Customize Touch Bar. Verá um pacote completo de botões que você pode arrastar diretamente para a Touch Bar. As opções são parecidas com as que você vê ao customizar a barra de ferramentas na janela do Finder.

Mas a parte mais legal da Touch Bar é o quão rapidamente ela muda à medida que você troca de aplicativos. Usei ela para navegar por um álbum do Photos em tela cheia, assim como para visualizar a timeline de um vídeo no Final Cut Pro. Nos dois casos, a barra funcionou de forma rápida e responsiva.

No entanto, quando abri uma nova mensagem no Mail e comecei a digitar, as sugestões de QuickType mostradas na Touch Bar ficaram atrás da velocidade dos meus dedos. Precisei conscientemente diminuir o ritmo para conseguir ver as previsões e selecioná-las na Touch Bar - por isso, foi mais rápido apenas digitar a palavra inteira com os meus dedos. Felizmente, abrir o menu de emojis no Messages e escolher a partir da Touch Bar é muito mais rápido do que pressionar Command+Control+Space e usar o menu de personagens, como preciso fazer hoje em dia no meu MacBook Air.

Outro recurso matador da Touch Bar podem ser as sugestões previstas no Mail. Quando você está olhando para uma lista de mensagens na sua Caixa de Entrada, verá um botão na Touch Bar que diz “Mover para Férias” ou o nome de outra pasta no aplicativo que pense ser interessante. O Mail parece estar adivinhando os melhores locais para enviar suas mensagens com base no contexto, como quem enviou o e-mail e o conteúdo da mensagem. 

O novo teclado

Os novos MacBooks Pro possuem um teclado low-travel parecido ao presente no MacBook de 12 polegadas, mas a Apple diz que usa um mecanismo borboleta de segunda geração para dar uma sensação melhor para as teclas. 

As teclas parecem muito com as do MacBook de 12 polegadas. Elas não se mexem tanto se você por acaso apertá-las fora do centro, e fazem um som profundo de click quando você as aperta. Mas quando voltei ao meu MacBook Air de 2013 para escrever essa reportagem, meus dedos imediatamente preferiram o mecanismo mais elástico dos teclados antigos dos notebooks da Apple. Nunca tive problemas com teclados do MacBook, e tenho certeza que vou me acostumar com esse novo, mas prefiro o mais antigo.

macbookpro03.jpg

Entradas dos dois lados

Se você estava preocupado que a Apple fosse sumir com o conector de fone de ouvido de 3,5mm no MacBook Pro, já pode respirar mais aliviado. Todos os novos modelos do notebook contam com o jack para fone no canto direito.

Você também terá quatro entradas Thunderbolt 3 nos novos modelos de 13 e 15 polegadas. A Apple colocou duas entradas de cada lado, e é meio legal como todas essas entradas podem recarregar o notebook ou conectar com aparelhos Thunderbolt, USB-C e DisplayPort 1.2.

Estou acostumada a ter uma entrada para cada método, então essa flexibilidade é bem interessante. E é um alívio saber que a Apple escolher colocar quatro entradas em vez de, digamos, apenas duas. 

macbookpro04.jpg

Você ainda vai precisar de adaptadores para algumas coisas, como acessórios que usam entradas USB-A e Thunderbol 2, ou um leitor de cartão SD, já que esse slot também foi embora - junto com o HDMI.

Apenas primeiras impressões

A linda Tela Retina não foi modificada em relação às gerações anteriores, e com a nova linha de Macs, todos os notebooks que a Apple vende agora possuem Tela Retina. Em breve, poderemos falar mais sobre os novos MacBooks Pro quando fizermos o review completo da máquina que custa a partir de 13.900 reais no Brasil.

Assine a Newsletter. É rápido. É grátis.

Mais reviews

iPhone 5

iPhone 5

  • Nota da Macworld
  • Nota do Leitor
  • 6.0

Melhora o que já era bom, com tela maior, chip mais rápido e design menor.

Mudança para o Lightning é desagradável no início; novo chip nano SIM também obriga nova compra ou adaptação; falta de suporte 4G no Brasil (por enquanto)

iPad Mini

iPad Mini

  • Nota da Macworld
  • Nota do Leitor
  • 3.9

Maior parte da experiência do iPad em pacote mais leve e fino; suporte nativo para todos os apps do iPad; ótimo desempenho, construção e design

Não possui tela Retina; alguns sites e apps parecem "apertados" na tela menor; teclado em modo paisagem é muito pequeno para uma digitação fácil