Apple encerra a vida dos iPod nano e shuffle. iPod touch ainda persiste

Da Redação
28 de julho de 2017 às 08h05
Empresa removeu os dois dispositivos de música do seu website. O iPod nano é de 2005, enquanto que o shuffle é de 2012

Fim de uma era de players digitais de música. A Apple removeu nesta quinta-feira (27/07) do seu website links e menção aos iPods modelos nano e shuffle, sinalizando a descontinuação da fabricação desses aparelhos. Na linha de iPods, o único que persiste é o modelo touch, que se parece mais com um iPhone convencional.

Há um bom tempo a Apple se distanciou do iPod como um produto a ser evoluído, mas continuava a vendê-los em suas lojas e e-commerce. A decisão de tirar da vitrine coloca de vez a lápide no túmulo dos dois aparelhos. 

O nano era o menor dispositivo com tela touchscreen da Apple, enquanto que o iPod shuffle, menor que uma caixa de fósforo, não tinha tela, tinha um tipo de clip para  prender na roupa e sua área útil era ocupada por círculo com os botões de controle para navegar por uma playlist de músicas. O iPod nano foi lançado em 2005 e o shuffle em 2012. Há dois anos, ambos ganharam sobrevida com o lançamento de modelos com novas cores. 

Como a Apple inclui os resultados de vendas do iPod na categoria "Outros Produtos", quando comunica seus resultados financeiros trimestrais, fica difícil saber quanta receita de fato os dispositivos traziam para a companhia ou quantas unidades eram vendidas. As vendas de Outros Produtos somaram US$ 2,9 bilhões no segundo trimestre de 2017, mas é muito provável que a maior parte venha da venda de Apple TV, Apple Watch e produtos da Beats. 

 

Assine a Newsletter. É rápido. É grátis.

Mais reviews

iPhone 5

iPhone 5

  • Nota da Macworld
  • Nota do Leitor
  • 6.0

Melhora o que já era bom, com tela maior, chip mais rápido e design menor.

Mudança para o Lightning é desagradável no início; novo chip nano SIM também obriga nova compra ou adaptação; falta de suporte 4G no Brasil (por enquanto)

iPad Mini

iPad Mini

  • Nota da Macworld
  • Nota do Leitor
  • 3.9

Maior parte da experiência do iPad em pacote mais leve e fino; suporte nativo para todos os apps do iPad; ótimo desempenho, construção e design

Não possui tela Retina; alguns sites e apps parecem "apertados" na tela menor; teclado em modo paisagem é muito pequeno para uma digitação fácil