MacBook branco fica mais rápido e tem preço reduzido

Macworld/EUA
10/06/2009 - 15h29 - Atualizada em 10/06/2009 - 15h48
Testamos a nova versão da linha de portáteis com preço mais acessível da Apple, que tem tela de 13 polegadas, chip de 2,13 GHz e chega ao Brasil na próxima semana, por 3.499 reais (contra 3.799 reais da versão anterior)

Se o preço é um dado importante para sua escolha de um computador, a nova versão do MacBook branco, de 999 dólares (3.499 reais no Brasil, disponível a partir da próxima semana) pode fazê-lo migrar para o mundo dos portáteis da Apple. Máquina mais barata da família MacBook, a versão branca tem tela de 13 polegadas e é popular nas escolas dos Estados Unidos e entre os consumidores que buscam uma opção mais acessível.

O novo modelo usa o processador Core 2 Duo, que saltou de 2 GHz para 2,13 GHz. Sua capacidade do HD também aumentou de 120 GB para 160 GB, e a memória está mais rápida, passando de 667MHz DDR2 RAM para 800MHz DDR2. Essas atualizações deixaram o MacBook com desempenho melhor, por preço inferior ao do modelo anterior (300 reais mais em conta no Brasil).

Assim como o modelo do notebook com corpo de alumínio, os dois possuem o processador Core 2 Duo com 3MB de cachê L2 partilhada, gravador de DVD 8x, 160 GB de HD e 2GB de RAM. Ambos têm tela LCD de 13,3 polegadas e placa de vídeo GeForce 9400M.

macbookbranco300
Nova versão do MacBook branco: chip mais rápido e preço inferior ao práticado anteriomente no modelo de 2 GHz



Mesmo com tantas semelhanças, existem algumas diferenças. O modelo de alumínio custa 300 dólares (nos Estados Unidos) a mais do que a nova versão, porém ele vem com DisplayPort e utiliza memória DDR3 de 1066MHz. Além disso, utiliza tecnologia LED backlight e um vidro que cobre a tela para deixá-lo brilhante  (espelhado, para alguns), o que lhe confere um design atraente. O novo MacBook branco usa policarbonato na sua estrutura, tem porta mini-DVI e é o único modelo de MacBook que inclui a porta Firewire.

Desempenho
Ao utilizar o software de teste Speedmark 5, percebemos que o novo modelo é aproximadamente 6,5% mais rápido do que a versão anterior de 2 GHz. Durante os testes, o notebook foi 8% mais rápido no uso do Photoshop e na conversão de MP3 com o  iTunes. Já o Cinema 4D ficou cerca de 5% mais rápido.

Comparado com o modelo do MacBook de alumínio de 2GHz, o novo "branquinho" é 4% mais rápido, e provou ser mais rápido em quase todas as outras aplicações. Com um processador com velocidade menor, era de se esperar que o modelo de alumínio ficasse para trás na renderização de vídeos e modelagem de gráficos 3D. O único teste que a versão de alumínio venceu foi no do Quake 4.

Já o modelo de MacBook Pro 2,4 GHz ficou 10,5% à frente dos adversários. Durante o jogo Quake 4, ele foi capaz de exibir 82% mais frames por segundo do que o MacBook branco de 2,13GHz. Mas vale lembrar que o MacBook Pro custa o dobro do preço nos Estados Unidos e ainda tem uma placa de vídeo Nvidia GeForce 9600M GT com 256MB de memória GDDR3 dedicada.

Em relação à bateria, descobrimos que o MacBook branco pode executar um filme no QuickTime com brilho máximo por 3 horas e 22 minutos, 38 minutos a mais que o modelo de alumínio, e 28 minutos a mais que o MacBook Pro (que foi configurado para o modo econômico de consumo de bateria).

tabmacbookbranco


Conselho de compra
Se você procura um notebook Mac com preço mais acessível, o MacBook branco é uma ótima opção. Com um desempenho impressionante, boa duração de bateria, inclusão do FireWire e conector mini-DVI, você só terá uma razão para pagar mais pela versão básica do modelo de alumínio: seu design.

MacBook branco 13'' (2,13 GHz)

PRÓ
Processador mais rápido; maior capacidade de HD; interface FireWire; boa duração de bateria
CONTRA
Não inclui adaptador de vídeo ou Apple Remote
  • Nota da
    MacWorld:9.0

Preço: R$ 3.499,00

Assine a Newsletter. É rápido. É grátis.

Mais reviews

iPhone 5

iPhone 5

  • Nota da Macworld
  • Nota do Leitor
  • 6.0

Melhora o que já era bom, com tela maior, chip mais rápido e design menor.

Mudança para o Lightning é desagradável no início; novo chip nano SIM também obriga nova compra ou adaptação; falta de suporte 4G no Brasil (por enquanto)

iPad Mini

iPad Mini

  • Nota da Macworld
  • Nota do Leitor
  • 3.9

Maior parte da experiência do iPad em pacote mais leve e fino; suporte nativo para todos os apps do iPad; ótimo desempenho, construção e design

Não possui tela Retina; alguns sites e apps parecem "apertados" na tela menor; teclado em modo paisagem é muito pequeno para uma digitação fácil

Social Media @Macworld