Review: Office para iPad deixa seu tablet realmente produtivo

Mark Hachman, PCWorld EUA
31 de março de 2014 às 07h00
Pacote de aplicativos destila o Office ao essencial, e o apresenta com a estética do iOS

Quando a Apple anunciou que seu pacote iWork seria incluso, gratuitamente, com novos dispositivos com o iOS e Macs, parecia que ela havia fechado a porta para uma versão do Office para o iPad. Como poderia a Microsoft levar seu caro pacote de aplicativos para escritório para um mundo cheio de apps gratuitos ou quase gratuitos?

A resposta: superar o iWork tanto na forma quanto na função. A Apple diz que produtos como o Pages são os aplicativos de escritório mais bonitos para o iPad e seus outros aparelhos. Mas com o Office para iPad, a Microsoft roubou a coroa.

O Office para iPad é uma coletânea de três apps: Word, PowerPoint e Excel. O OneNote para iPad está disponível desde 2011, e outros apps como o Lync, Skype e Yammer também estão disponíveis na App Store. Os novos apps rodam em iPads com o iOS 7.0 ou superior, e são gratuitos: com eles você pode ver e apresentar documentos criados no PC, por exemplo. Você também pode acessar documentos armazenados no OneDrive, OneDrive for Business e SharePoint.

Mas para criar ou editar documentos, é necessário ter uma assinatura do Office 365, que custa R$ 21 mensais ou R$ 209 por ano. Essa assinatura também dá direito a instalar o Office em até 5 PCs ou Macs, e 5 tablets.

Mas o que torna o Office para o iPad tão importante e que realmente dá pra trabalhar em um documento, em vez de ficar “catando milho” em uma telinha minúscula como no Office Mobile em um smartphone.

Feito para o toque

De acordo com Michael Atalla, diretor de produto para o Office, o Office para iPad não é nem uma “versão melhorada” do Office Mobile para o iPhone, nem uma “versão reduzida” do Office para o Windows. Em vez disso é uma versão especializada do Office, projetada especificamente para o iPad.

Office_iPad_Edicao-400px

Trabalhar com o Word no iPad é muito diferente de no iPhone

Concordo completamente. O Office para iPad representa uma experiência “destilada”, apresentada de acordo com a estética do iOS. Na verdade prefiro trabalhar nele do que no Office 2013, em parte porque a Microsoft organiza as funções mais usadas de forma tão intuitiva, usando uma “ribbon” com ícones no topo da tela. No Word, por exemplo, o Office para iPad preserva o recurso de criar notas de rodapé, mas não tem as funções de Mala Direta e Referências. É provável que você não irá sentir falta delas.

Trabalhar com texto no Office para iPad é algo intuitivo para qualquer um que já usou o iOS. Tocar em uma palavra move o cursor para arquele local, e tocar duas vezes cria barras que você pode arrastar para selecionar um bloco de texto. Segurar e soltar o dedo mostra uma série de opções para a seleção ou inserção de texto. Segurar o dedo sobre o texto mostra o ícone da lupa. Atalla disse que a Microsoft desenvolveu uma nova ferramenta de zoom, mais larga, que destaca uma palavra inteira. Mas tudo o que vi foi a visão circular padrão.

Office_iPad_ImgResize-580px
Para redimensionar uma imagem, basta tocar nela com o dedo e arrastar as bordas

Durante a maior parte dos meus testes usei o iPad Air cedido pela Microsoft com o case Pi Dock-It Pro, da Parle Inovation, que inclui um teclado. Mas também digitei no próprio tablet. Tocar é simplesmente muito intuitivo para mover imagens e redimensionar os titulos de slides no PowerPoint, especialmente já que o texto se realinha automaticamente para “fluir” ao redor da imagem. Mas nem tudo é perfeito: encontrei situações em que praticamente tive de ficar tocando aleatoriamente na tela para selecionar um campo e editar o texto dentro dele.

A maioria dos recursos foi preservada

Mas ocasionalmente a Microsoft se deixa levar pela nova interface. Um exemplo é a função “Localizar e Substituir”, de uso muito comum. No Word 2013 eu só preciso digitar Ctrl+F para abrir um menu. Mas no Office para iPad não há atalhos de teclado, e para encontrar uma palavra é preciso clicar no ícone da lupa no canto superior direito da tela, e então na engrenagem no canto esquerdo. Só então você irá encontrar o recurso que estava procurando. Não chega a ser completamente contraintuitivo, mas de qualquer forma é incômodo.

Office_iPad_Destaque-580px

As ferramentas de seleção de texto seguem o padrão do iOS

No geral o Office para iPad mantém alguns dos recursos que se tornaram quase uma marca registrada, do programa, incluindo a capacidade de rastrear mudanças e a co-autoria de documentos. O rastreamento de mudanças ocupa a maior parte do menu Review no Word para iPad e parece especialmente bem implementado. A co-autoria também é suportada, então múltiplas pessoas podem trabalhar em um documento ao mesmo tempo.

Mas há uma omissão notável: impressão, o que parece inexplicável em um pacote de escritório. Mas os executivos da Microsoft deixaram implícito que este recurso será adicionado em uma versão futura, em breve.

Office_iPad_Excel_Planilha-400px

Misturar tabelas e gráficos no Excel é fácil

Em termos de recursos, comparar as Office Web Apps com o Office para iPad mostra que a versão para tablets está alguns passos atrás da versão online. No Word na web, por exemplo,é possível adicionar uma forma ou nota de rodapé a um trecho de texto, recurso que não está disponível na versão iPad. Mas todo o resto é idêntico entre as versões. Como no Word online, a versão para iPad tem um corretor ortográfico, mas não tem verificação gramaticak ou dicionário. E usuários avançados irão notar que alguns dos recursos mais avançados para a formatação de sessões não estão disponíveis.

Por outro lado, alguns pequenos toques adoráveis ajudar a amenizar qualquer angústia que possa ser causada por estas omissões. Por exemplo, a Microsoft incluiu um teclado customizado no Excel para facilitar a entrada de dados e fórmulas. E por sua vez as fórmulas (e não funções, como são chamadas no Excel online) estão organizadas por categoria, de forma similar a como o Excel 2013 as organiza. Novamente, os modelos (16 no Excel para iPad contra 9 no online, e 26 na versão desktop) se mostram excepcionalmente úteis, bem como as opções padrão para gráficos.

Office_iPad_Excel_Template-580px
Alguns dos modelos (Templates) inclusos com o Excel

Uma ferramenta sólida

Um recurso que a Microsoft deixou de fora são as funções relacionadas a “Live Data”, como o PowerMap, parte do PowerBI no Office 2013. Quando perguntei sobre isso, Atalla deu uma resposta no melhor estilo Google: o Office 365 está “progredindo rapidamente” e irá adicionar novos recursos no futuro.

Tradicionalmente as Office Web Apps (agora chamadas Office Online) se parecem com o Charlie Brown tentando chutar a bola: justo quando um recurso é desesperadamente necessário, a Microsoft tenta te vender o pacote Office completo. Nunca esbarrei nesse problema no Office para o iPad, nem em muitas situações onde eu simplesmente não fui capaz de realizar uma tarefa simples, porém vital.

Office_iPad_PowerPoint_Templates-580px
Algumas das transições do PowerPoint

No momento não passei tem suficiente usando o Office para iPad junto com o iWork da Apple para determinar se um pacote é superior ao outro. Mas minha opinião é que você irá preferir o Word ao Pages, e talvez Excel ao Numbers. Sempre fiquei muito impressionado com o Keynote, e acredito que a maioria dos usuários de iPad irá continuar com ele.

Meus parabéns à equipe do Office para iPad. Eles criaram um pacote de apps “gratuitos” tão bom ou melhor do que qualquer coisa que a Apple já tenha criado. A pergunta que falta é: como será a próxima versão do Office para Mac? Se a Microsoft conseguir fazer o raio cair duas vezes no mesmo lugar, a equipe do iWord na Apple terá muito trabalho pela frente.

Assine a Newsletter. É rápido. É grátis.

Mais reviews

iPhone 5

iPhone 5

  • Nota da Macworld
  • Nota do Leitor
  • 6.0

Melhora o que já era bom, com tela maior, chip mais rápido e design menor.

Mudança para o Lightning é desagradável no início; novo chip nano SIM também obriga nova compra ou adaptação; falta de suporte 4G no Brasil (por enquanto)

iPad Mini

iPad Mini

  • Nota da Macworld
  • Nota do Leitor
  • 3.9

Maior parte da experiência do iPad em pacote mais leve e fino; suporte nativo para todos os apps do iPad; ótimo desempenho, construção e design

Não possui tela Retina; alguns sites e apps parecem "apertados" na tela menor; teclado em modo paisagem é muito pequeno para uma digitação fácil